Como passar o antipulgas no cachorro?

thumbnail

Confira os jeitos mais fáceis de afastar as pulgas do seu melhor amigo

As pulgas são insetos praticamente invisíveis em grande parte do seu ciclo de vida. Quem tem cachorro em casa sabe os problemas que elas podem causar, seja para os animais, seja para os tutores. Elas podem viver até 100 dias no animal, mas também passam grande parte do seu ciclo de vida no ambiente.

Hoje existem diversos métodos para combater pulgas e carrapatos no ambiente e, consequentemente, no seu melhor amigo. Por isso, separamos algumas dicas para você saber como administrar os remédios em seus diferentes formatos.

Pipetas

As pipetas são um dos principais formatos encontrados no mercado e possuem fácil manuseio, desde que alguns cuidados sejam tomados na hora da aplicação.

Abra a embalagem com o frasco na vertical para evitar vazamentos. É muito importante que todo o líquido seja aplicado no animal. Além disso, na hora da aplicação, abra bem a pelagem do animal para que o remédio seja aplicado diretamente na pele e não em seus pelos.

O local ideal para a aplicação é entre a nuca e a base do pescoço do cachorro, onde ele provavelmente não vai conseguir alcançar para lamber, removendo o remédio e diminuindo a sua eficácia.

Caso isso ocorra, o cachorro pode apresentar hipersalivação por um curto período de tempo. Se os sintomas persistirem, procure um médico veterinário de confiança.

Depois de aplicar o remédio, lave bem as mãos com água e sabão e descarte as embalagens no lixo doméstico.

Comprimidos

Os comprimidos também podem ser encontrados facilmente no mercado, inclusive por preços mais acessíveis, porém na maioria das vezes são mais difíceis de oferecer aos animais.

Procure misturar o comprimido com algum petisco ou alimento que o animal goste, assim ele poderá ingerir o medicamento sem grandes problemas.

Alguns animais conseguem perceber o cheiro do medicamento mesmo no meio de alimentos. Neste caso, é necessário que o medicamento seja inserido diretamente na boca do cachorro. Existem produtos específicos para que o medicamento seja dado ao animal sem o perigo de ferimentos causados por mordidas.

Caso o animal cuspa o medicamento por mais de uma vez, causando o dissolvimento do comprimido, será necessário trocar por um novo para manter a sua eficácia.

Tablete mastigável

Os tabletes mastigáveis antipulgas têm sido amplamente indicados por médicos veterinários devido a sua praticidade na hora da administração. Ao contrário dos comprimidos comuns, esse tipo de medicamento também permite dar banhos no animal logo depois da sua aplicação, sem interferir na sua eficácia.

O produto foi desenvolvido para ser altamente atrativo para os animais, se passando por um petisco super saboroso. Por isso, grande parte dos cachorros precisa apenas ser apresentada ao “petisco” para se interessar pelo medicamento e o engoli-lo sem grandes complicações.

Caso o animal não demonstre interesse pelo tablete, o procedimento deverá ser igual ao do comprimido comum: misturar com algum outro alimento sem diluir, pois o cachorro precisa consumir todo o medicamento para que ocorra o efeito desejado.

Coleiras

As coleiras antipulgas são indicadas principalmente para cachorros com hábitos externos, que vivem em quintais, sítios, chácaras ou fazendas; ou seja, ambientes com pouca efetividade no controle das pulgas.

Como qualquer outra coleira, é importante que ela seja colocada sem apertar o pescoço do animal, para que não o incomode, mas que também não fique frouxa e saia facilmente de seu pescoço.

Siga as recomendações do fabricante sobre o período de troca do produto para que o animal continue livre das pulgas, mantendo o seu bem-estar e qualidade de vida.

Outros cuidados

Evite utilizar mais de um método antipulgas no mesmo animal ao mesmo tempo e fique de olho em possíveis reações alérgicas que o seu cachorro possa apresentar, independentemente do método escolhido.

Além disso, sempre converse com um médico veterinário para saber se seu pet pode utilizar os medicamentos disponíveis no mercado. Procure o método mais prático para você e para o seu cachorro, pois cada animal pode ter suas particularidades e necessidades especiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top